domingo, 5 de abril de 2015

Quando Berlioz ressuscitou....



Berlioz compôs a "Resurrexit", parte central da "Messe Solennelle", aos vinte anos - desconsiderada pelo criador, alegadamente destruída, reencontrada mais de cem anos depois (foi inicialmente composta em 1824). Teve assim algumas vicissitudes. Acontece que Berlioz afirmou sempre que tinha destruído toda a sinfonia, poupando apenas a "Resurrexit", que estreou em 1825. Porém, em 1991, um professor Belga descobriu toda a restante obra escondida num órgão, na Antuérpia. Malhas que o destino tece. O mundo voltou a ouvir Berlioz. "Ressurrexit" revela um adolescente sensível, um romântico, é talvez a mais profunda idealização da ressurreição. Ressurreição de Cristo, da "Missa" de Berlioz, uma arte ressurrecta, que sobreviveu "ao tempo, ao ferro e ao fogo".


FELIZ PÁSCOA 

Sem comentários:

Enviar um comentário