segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Coisas à portuguesa


Há quem diga que é a bandeira francesa e há quem diga que é a holandesa, não interessa, ainda assim, compreendo as boas intenções de uma ingenuidade democrática que desfralda uma bandeira estrangeira num órgão de soberania. Agora, se é a bandeira francesa, e não a holandesa como poderiam muitos sugerir, não sem motivos, dá que pensar que desde a invasão de Junot, em 1807, que tal símbolo não era desfraldado por cá (e porventura hasteada como foi à época no Castelo de São Jorge). Talvez ironia da história ver novamente a bandeira jacobina na capital, que diriam os portugueses de ontem ao ver o símbolo da ocupação que combateram? 

Sem comentários:

Enviar um comentário