domingo, 7 de setembro de 2014

Vandalismo politicamente organizado



Porque um imbecil qualquer tem ensejo na destruição da memória colectiva portuguesa. Um imbecil que está na Câmara de Lisboa e os seus sequazes imbecilizados têm prazer em aniquilar a História de Portugal. Um conluio de recalcados políticos empedernidos de ódio e de estupidez à mistura. Comprova como na humanidade há pessoas que levam a estupidez aos limites da ignomínia. Até há pessoas capazes de fazer da estupidez arte política. É caso para dizer que a "política" portuguesa anda muito mal acompanhada. Ou melhor, o meu país anda muito mal acompanhado. 
Portugal, de cabeça de império reduzido ao rectângulo na Península, cuja memória guarda quase nove séculos de expansão, crescimento, depois recolhimento e decadência, condenado a ser vigiado por esta terceira República de marasmo e tristeza. Portugal, dos teus nove séculos restam os imbecis no trono para zelarem por ti. Não vou dizer que os políticos de ontem foram melhores do que os de hoje. Digo apenas que os nossos homens públicos de hoje herdaram toda a estupidez do passado e nenhuma virtude. Pobre do nosso Portugal entregue aos idiotas. 

Sem comentários:

Enviar um comentário