sábado, 16 de agosto de 2014

Eça de Queirós - 114 anos após o seu falecimento


"Sobre a nudez forte da verdade - o manto diaphano da phantasia" 

Sem comentários:

Enviar um comentário