sábado, 28 de junho de 2014

O século de 1914





"Os dois tiros em Sarajevo precipitaram a Europa, um mês depois, na mais terrível das guerras: nove milhões de mortos, sofrimentos e perturbações de uma extensão impossível de imaginar, a revolução russa de 1917, a desaparição do Império da Áustria-Hungria, da Alemanha imperial e do Império Otomano e o completo desmembramento da Europa central. Tem como consequências directas a ascensão do hitlerismo, em 1933, a Segunda Guerra Mundial, em 1939, o fim da civilização europeia e o abalo geral do universo. Nenhum destes acontecimentos estava escrito nos astros. Foi preciso um excepcional concurso de circunstâncias e o detonador de um atentado fortuito de consequências desmesuradas. 
Nesse Verão de 1914, o equilíbrio frágil e complicado da Europa, os arranjos das chancelarias e os cálculos dos homens políticos foram varridos pela conjura de um obscuro grupúsculo de oficiais e de adolescentes de um remoto país balcânico, que não sabiam nada de política internacional e não queriam senão uma coisa: saciar o seu ódio ao Império austro-húngaro."

Dominique Venner, "O Século de 1914 - Utopias, Guerras e Revoluções na Eruropa do século XX", editora Civilização. 



Sem comentários:

Enviar um comentário