terça-feira, 24 de setembro de 2013

Especificidades da cultura portuguesa




"Portugal tem uma cultura sua. Da língua e de mil factores partiu Portugal para uma cultura diferente de outras, e que lhe é inerente. Há uma 'expressão' portuguesa em prosa como a há em poesia. Não é somente uma expressão em língua própria; é uma expressão em 'linguagem' própria. Decerto: nos seus primórdios sofreu influências, embates, interpretações, como acontece em todas as formas culturais vivas. Mas desde muito cedo se afirmaram características suas apenas. Isto é, há uma maneira portuguesa de exprimir ideias, comunicar sentimentos, descrever factos, reconstruir ambientes. Há um matiz ou um estilo português de recriar realidades. Fernão Lopes já é claramente português na sua expressão, e não é como 'outro'. Fixam os grandes cronistas posteriores uma língua e a matriz própria de a utilizar culturalmente. Camões assenta firmemente não só a língua como a poética portuguesas e, muito mais do que isso, talha um 'modo português' de ver, de sentir, de comunicar, de interpretar; e a tal ponto que, sem embargo de haver absorvido a grande cultura do seu tempo, ficou medularmente português, e por essa via soube reflectir ressonâncias universais. Deu à cultura portuguesa uma actualidade permanente e um valor planetário; e, os símbolos camonianos são assim válidos para as literaturas cultas." 

Franco Nogueira, "Juízo Final", Livraria Civilização Editora, 2007

Sem comentários:

Enviar um comentário